domingo, 6 de abril de 2014

Avião mais longo do mundo pousa em São Paulo/Guarulhos

Começou a operar na rota entre Frankfurt (Alemanha) e São Paulo o avião mais longo do mundo. O superjumbo Boeing 747-8 operado pela Lufthansa pousou no domingo passado (30) no aeroporto de Guarulhos. A aeronave fará apenas a rota entre as duas cidades.

 
O plano da companhia aérea era iniciar a operação da aeronave, que mede 76,3 metros de comprimento, no Brasil em outubro do ano passado, mas enfrentou problemas em sua homologação para o aeroporto, o que aconteceu apenas no fim do ano.

A presidente da Boeing no Brasil, Donna Hrinak, disse hoje que as negociações com as autoridades brasileiras, iniciadas em dezembro de 2008, "não foram fáceis".

Em razão do porte do avião, era necessário fazer adaptações no aeroporto, em itens como sinalização e estacionamento. A Infraero, estatal que era responsável pelo aeroporto, dizia não ter recursos para as mudanças.

Com a concessão do terminal para a iniciativa privada, foram feitas as adaptações e requerida a autorização à Anac. O aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), também está certificado para ser destino do 747-8. O do Galeão, no Rio, pode ser usado para pousos não planejados.

O AVIÃO
Esse é o décimo 747-8 que a companhia alemã coloca em funcionamento. Outros 19 foram encomendados.
O avião tem capacidade para 386 passageiros, sendo 8 na primeira classe, 80 na executiva e 298 na econômica. Trata-se de um aumento de 20% em relação ao 747-400, que operava na rota Frankfurt - São Paulo.

Também há economia de 15% no uso do combustível, segundo a companhia -item que representa até 40% dos custos desse jeito tipo de empresa. Apesar disso, não haverá reduções dos bilhetes. Segundo a empresa "não há relação entre a economia de combustível e os preços das passagens".

PEDRINHAS
Em fevereiro, o superjumbo Airbus-A380 teve sua certificação reprovada pela Anac (agência de aviação civil) por causa de pequenas pedras encontradas no acostamento da pista principal do aeroporto de Guarulhos. Por isso, a aeronave não poderá operar no Brasil durante a Copa.

O problema é que as turbinas do A380, um superjumbo de dois andares e capacidade para mais de 500 passageiros, sugariam as pedrinhas, o que traria riscos. A GRU Airport queria iniciar a operação já em maio, com a inauguração do novo terminal de passageiros. A reprovação de Guarulhos na inspeção da Anac atrapalhou os planos da Air France, que se planejou para operar com o A380 a partir de maio.

Com informações do Diário de Guarapava.

2 comentários: